Sex, 31 de março de 2017, 15:06

Gestão da Ebserh conhece instalações do Hospital de Lagarto
Presidente Kléber Morais conheceu todas as instalações do hospital

O presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), Kléber Morais, está em Sergipe conhecendo as estruturas dos dois hospitais universitários sob administração da estatal, o Hospital Regional de Lagarto (HRL), distante 77km da capital, e o Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (HU-UFS), em Aracaju.

Nesta quinta-feira, 30, ele esteve no campus da Universidade Federal de Sergipe (UFS), em Lagarto, onde estão em fase final as obras do Centro de Simulações e Práticas, prédio que abrigará consultórios, laboratórios de pesquisas e ambientes hospitalares com simulações voltadas às áreas de ensino, pesquisa e assistência.

Em seguida, Morais e sua comitiva seguiram para o HRL, que até então vinha sendo gerido pela Fundação Hospitalar de Saúde de Sergipe (FHS). No local, o presidente da Ebserh conheceu todas as instalações do hospital, em visita guiada pelo superintendente da unidade, Valter Santana, e pela diretora de gestão de Sistema da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Márcia Guimarães.

Transparência

Mantendo a cultura do diálogo, Kléber Morais aproveitou para abrir um espaço e ouvir os atuais servidores da FHS que atuam na unidade. “O objetivo é resolver a situação sem conflitos. Nós sabemos que o HRL tem servidores dedicados, comprometidos. Vamos manter a transparência e trabalhar em parceria com o Estado para que não haja prejuízos de nenhuma natureza”, afirmou o presidente da Ebserh.

Kléber Morais se refere à transição que está ocorrendo no HRL, que passa a ser administrado pela Ebserh, inclusive com a chegada de novos funcionários contratados via concurso público da estatal. As primeiras convocações, de acordo com o presidente, devem ocorrer em setembro deste ano, quando deverão ser realocados os servidores da FHS para outras unidades estaduais.

Audiência


Presidente Kléber Morais considera positiva a audiência e destaca que a assistência à saúde e a educação continuada são as prioridades. (foto: Comunicação Social do HU)
Presidente Kléber Morais considera positiva a audiência e destaca que a assistência à saúde e a educação continuada são as prioridades. (foto: Comunicação Social do HU)

A transição foi tema da audiência no final da tarde entre o governador Jackson Barreto (SE); o presidente da Ebserh; Kleber Morais; o secretário de Estado da Saúde e presidente interino da FHS, Almeida Lima; superintendentes do HU-UFS e do HRL, Angela Silva e Valter Santana, respectivamente; o reitor da UFS, Angelo Antoniolli; o diretor de Administração e Infraestrutura da Ebserh, Jaime Gregório e outros gestores estaduais.

De acordo com o presidente da Ebserh, a audiência com o governo de Sergipe foi positiva. “Vamos honrar a contratação de todos os aprovados dentro do número de vagas para o HRL. Até lá, a FHS entra com uma força de trabalho muito importante, para que não haja, de maneira alguma, descontinuidade dos serviços de saúde, especialmente em um local onde a população, normalmente mais carente, busca seu diagnóstico e tratamento. A assistência à saúde e a educação continuada são as prioridades”, pontuou.

Diálogo

Para a superintendente do HU-UFS, Angela Silva, esse diálogo entre Ebserh, FHS e SES é essencial para o sucesso da transição. “Estou acompanhando o presidente da Ebserh, com a minha experiência enquanto gestora do HU-UFS, integrante da rede, dando o suporte necessário, com o objetivo maior de ampliar os serviços e a qualificação referente à formação de novos profissionais de saúde em Sergipe”, declarou.

O reitor da UFS, Angelo Antoniolli, também ressaltou a integração entre UFS e Ebserh. “Ganha a universidade, com um novo espaço para formação de profissionais de saúde, e ganha a população, com a ampliação e a qualidade dos serviços prestados”, disse.

Ampliação de serviços

O superintendente do HRL, Valter Santana, enfatizou que o Hospital Regional de Lagarto necessita ampliar a sua estrutura para atender ao que passa a propor. “Estamos na fase final de definição do cronograma para transição definitiva para a Ebserh. As minhas expectativas são as melhores, no sentido de poder melhorar a assistência e de possibilitar uma qualificação bastante satisfatória para os profissionais da saúde”, comentou o superintendente.

Durante a audiência, Jackson Barreto, governador de Sergipe, fez questão de ressaltar que, com a adesão à Ebserh, o HRL deve ampliar sua qualidade. “A responsabilidade do Estado está passando para a esfera do governo federal, que ofertará uma gama maior de serviços. A administração estadual vai colaborar em tudo o que for possível, pois eu quero crer que esse hospital vai preencher uma lacuna em uma região que tem alta densidade demográfica e que necessita muito desses serviços de saúde. A Ebserh poderá contar com o nosso apoio”, falou o gestor.

Continuidade

Nesta sexta-feira, 31, às 9h, as atividades são retomadas com uma visita ao Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe, em Aracaju. O presidente da Ebserh conhecerá todas as instalações do hospital, incluindo as obras do Anexo Hospitalar do HU-UFS que, em breve, atenderá à população nas áreas de diagnóstico, oncologia e transplantes. Após a visita, o presidente retorna para Brasília.

Rede Ebserh

O HRL e o HU-UFS fazem parte da rede da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal vinculada ao Ministério da Educação que atualmente administra 39 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

Histórico

Em dezembro de 2015, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) e a Universidade Federal de Sergipe (UFS) assinaram contrato para a administração - pela Ebserh - do Hospital Regional João Batista de Carvalho Daltro, localizado no município sergipano de Lagarto. A estrutura física do prédio foi cedida pelo Estado à Universidade Federal de Sergipe.

Com a assinatura do contrato, e posterior realização e homologação do concurso público que está em andamento, todos os futuros empregados do hospital serão celetistas, contratados pela Ebserh.

Até então, o Hospital de Lagarto garante cobertura assistencial a uma população de aproximadamente 250 mil habitantes, principalmente dos municípios de Lagarto, Salgado, Simão Dias, Poço Verde, Riachão do Dantas e Tobias Barreto, atendendo ainda a pacientes de Estância, Boquim, São Domingos, Campo do Brito, Itabaiana e cidades da Bahia que fazem divisa com Sergipe, a exemplo de Paripiranga, Adustina, Fátima, Nova Soure e Itapicuru.

Comunicação Social do HU


Atualizado em: Sex, 31 de março de 2017, 15:31
Notícias UFS
Avaliação
UFS é destaque no Enade 2016
Enfermagem e Nutrição (ambos de Lagarto) e Fisioterapia (Aracaju) obtiveram nota máxima; veja nota de outros cursos