Seg, 15 de maio de 2017, 16:53

Universidade recebe quatro veículos
Outros três aguardam laudo pericial para que também passem a compor a lista de automóveis da instituição

Na tarde desta segunda, 15, a Universidade Federal de Sergipe pôde acrescentar mais quatro veículos à sua frota. Os três caminhões e o carro são frutos de apreensões da Polícia Federal (PF) e foram concedidos à UFS por meio de autorização do Tribunal de Justiça (TJ) do estado. Mais três veículos, sendo dois caminhões e uma moto, aguardam laudo pericial para que também passem a compor a lista de automóveis da universidade.

Segundo o delegado da PF, Daniel Horta Alves, existe uma previsão legal para que instituições que trabalhem com prevenção, repressão e reinserção de usuários de drogas possam trabalhar com veículos apreendidos por tráfico de entorpecentes, e a UFS se encaixa nesse quadro.


“A UFS tem um trabalho farto na área de prevenção às drogas e nós estamos apenas implementando o que está na lei”, explicou o delegado Daniel Horta Alves (Fotos: Márcio Santana/AscomUFS)
“A UFS tem um trabalho farto na área de prevenção às drogas e nós estamos apenas implementando o que está na lei”, explicou o delegado Daniel Horta Alves (Fotos: Márcio Santana/AscomUFS)

De acordo com o delegado, durante o processo de solicitação dos veículos, a UFS apresentou ao menos oito trabalhos voltados à prevenção de drogas, além do serviço de reabilitação promovido pelo Hospital Universitário (HU). “A UFS tem um trabalho farto na área de prevenção às drogas e nós estamos apenas implementando o que está na lei”, explicou.

Daniel Alves acrescenta que a PF procura entrar em contato com as instituições para que aquelas interessadas possam fazer a remoção dos automóveis antes que estes sofram processo de deterioração.


 Angelo Antoniolli afirma que os veículos servirão para atender prioritariamente ao campus do Sertão, em Glória
Angelo Antoniolli afirma que os veículos servirão para atender prioritariamente ao campus do Sertão, em Glória

Demandas prioritárias

O reitor da UFS, Angelo Antoniolli, afirma que os veículos servirão para atender prioritariamente ao campus do Sertão, em Glória. “É um campus novo, de Ciências Agrárias e certamente vai servir para que o acesso à comunidade seja atendido por essa via. Então, vamos colocar laboratórios itinerantes e fazer com que a universidade se integre com a comunidade mais facilmente”.

O reitor ressalta que no momento difícil que o país enfrenta, as integrações talvez sejam um dos resultados mais cabidos e importantes para minimizar as angústias e o sofrimento no desenvolvimento da universidade. “Ficamos muito satisfeitos e felizes, e a Polícia Federal está colaborando para que não percamos a possibilidade de servirmos aos jovens desse estado”.


José Grivaldo de Andrade, superintendente regional da Polícia Federal
José Grivaldo de Andrade, superintendente regional da Polícia Federal

Parceria entre UFS e PF

José Grivaldo de Andrade, superintendente regional da Polícia Federal, avalia a parceria da PF com a universidade como muito interessante. Segundo ele, quando a PF prende os criminosos, não há apenas a pretensão de tirá-los da sociedade, mas também tem a pretensão de diminuir o patrimônio do crime.

“Parte desse patrimônio vem para a PF e ocupa nosso espaço, no caso, veículos, e fazemos parcerias com algumas instituições para que esses automóveis sejam utilizados. E no caso da universidade é mais interessante porque ela tem um trabalho que atende à legislação e permite que receba esses veículos”, completa Andrade.

Ascom

comunica@ufs.br


Atualizado em: Seg, 15 de maio de 2017, 17:38
Notícias UFS